Hora de dizer tchau Irlanda

Eu achava que este dia ia demorar a chegar, mas como surpresa, a Irlanda ficou para trás. Chegou a hora de dizer tchau Irlanda. Dizer tchau para este país maravilhoso. Dizer tchau para 2 anos incríveis que vivi. Dizer tchau aos abraços carinhosos de grandes amigos que fiz. Chegou a hora de dizer Olá Brasil, estou de volta.

Como isto aconteceu?

Compramos uma passagem de férias para o Brasil para curtir o casamento de uma prima querida, trazer o Lucas que estava com poucos meses de vida para conhecer os familiares e amigos e batizá-lo. Era férias de 1 mês. Seria 1 mês no Brasil para curtir amigos, família, praia, verão, churrasco e voltar para a Irlanda.
Viemos, e meu marido passado 1 mês, voltou para buscar um novo lar e acertar a vida para novos planos que tínhamos.
Neste meio tempo, eu aqui, ele lá, tudo mudou e quando vimos, tomamos a decisão de voltar para o Brasil. Vimos que era o momento de contar com o apoio da nossa família tanto com os dois bebês quanto para os nossos novos projetos.

Apesar da Irlanda ser um país maravilhoso, a fase estava bem difícil para nossa família. Eu em casa cuidando de tudo e dos dois bebês, dois bebês mesmo (um de meses de vida e outro de pouco mais de um ano de vida) sem ajuda de ninguém e meu marido trabalhando e com um projeto paralelo que precisava de muita dedicação. Realmente, era hora de voltar.

Não consegui dizer tchau Irlanda

Ontem foi um dia que senti que a Irlanda realmente ficou pra trás. Vendemos nossas coisas e ontem foi a vez do carro. Finalizamos tudo o que é burocrático e agora é só esperar o marido embarcar.

Fico muito sentida de pensar que não consegui dizer tchau Irlanda, aliás, não me preparei para esta mudança.

Quando vamos nos mudar ou se despedir de algo, alguém, normalmente fazemos tudo aquilo que gostamos, comemos tudo o que sabemos que não teremos mais por perto, visitamos os nossos lugares preferidos, abraçamos os amigos e eu não fiz nada disso. Nadinha…

Infelizmente, não tenho como voltar agora para me despedir e isso está me deixando muito chateada. Não dei um abraço apertado nas minhas amigas, não fui ao meu castelo preferido, enfim, eu só peguei o voo e cheguei aqui.

Agora tenho que respirar, pensar nos benefícios de estar com a família e amigos e nos novos projetos que temos. Tenho que pensar que aproveitei muito a Irlanda mesmo com um bebê nascendo em cada um dos dois anos que estive lá. Conheci muitos lugares lindos, visitei alguns outros países, talvez poucos ao olhar de muita gente, mas fiz aquilo que eu podia fazer naquele momento.

Por isso, vou pensar que ainda terei uma oportunidade de voltar e fazer tudo o que ficou pendente. Logo, terei oportunidade de visitar meus amigos que estão lá e terei a oportunidade de comer meu muffin preferido na minha cafeteria preferida.

Me sinto dramática nest post, coisa que não é comum para mim. Quem me conhece sabe que sou prática, super adaptável e que mudanças é comigo mesma. Mas vou dizer que mudar algo que te fez muito bem, dói. E por isso, me dou total direito de ficar triste com tudo isso.

Agradecimentos

Não podia terminar este breve post sem agradecer a todos os queridos amigos que fiz na Irlanda.

Quanta ajuda, quanta parceria. Ganhei amigos, amigos de verdade. E em especial, ganhei, vamos dizer, uma parceira de vida, a Debbie. Quanta dedicação, quanto suporte, nem tenho palavras para dizer quanta ajuda e carinho eu e meus filhos recebemos. Deixo público porque acho legal mostrar que quando moramos fora, os amigos são nossa família e se você se dedicar, você fará grandes amigos, talvez como você nunca fez na sua vida toda.

Vou sentir muita falta dos playdates com as amigas e os babies, dos passeios no parque, das caminhadas nas ruas, das coisas simples que vivi ao lado destas pessoas tão queridas.

Quero deixar um super obrigada e um super beijo para todos meus amigos e dizer que quero voltar e dar um abraço em cada um.

E o blog?

Muita gente deve estar se perguntando sobre o que eu farei com o blog. A resposta é: Eu não sei.

Acho que enquanto eu puder ajudar, continuarei respondendo e até postando algumas coisas que estão pendentes. Mas acredito que o blog ao longo do tempo ficará como parte da minha história, mas apenas como passado.

Ainda não é hora de dizer tchau para o blog, talvez eu conte com a ajuda de amigas que continuam na Irlanda para eu postar, não sei. Vamos ver como tudo caminha daqui em diante.

Já estou super em falta com o blog por falta de tempo mesmo e cérebro pifado pelos bebês (rsrs), então nada muda por enquanto. Vamos mantê-lo para continuar ajudando famílias que estão começando a viver o sonho que eu já tive a oportunidade de viver.

Aproveitando, tenho uma amiga que tem um blog também e na época que eu estava indo para a Irlanda, foi num post dela sobre gravidez que eu cai. Então, segue o link para o blog dela para quem sabe ajudar um pouco mais: Brazil2Dublin

E se é a primeira vez que você entra aqui, dê uma olhadinha no meu primeiro post (clique aqui) e saiba como fui parar na Irlanda.

É isso aí pessoal. Bora respirar fundo a seguir em frente!!!

Grande beijo a todos!

Não perca mais nenhum post!

Assine nosso blog e receba novos posts diretamente em seu email.

2 Replies to “Hora de dizer tchau Irlanda”

  1. Terá uma vida mais incrível ainda. E, longe de mim ser egoísta, estarão pertinho de mim. Te amo

    1. Maria Helena says: Responder

      Obrigada Ta!!! Tb amamos vc!

Deixe uma resposta