Viajando com bebê pela primeira vez!

Se você tem família e está vindo para a Irlanda ou já mora aqui, viajar com bebê ou criança fará parte da sua vida. A não ser que você decida viver ilhado e não sair daqui por nada, acho que não é o caso.

Este tema deveria ser uma s√©rie de alguns posts, pois tive uma maratona de v√īos com meu pequeno beb√™ desde setembro. Felipe est√° atualmente com 8 meses e ele j√° fez tantos v√īos que eu perdi as contas. O primeiro v√īo foi de Dublin para Edimburgo, Esc√≥cia. E na semana seguinte, j√° est√°vamos na Turquia, em seguida, Brasil (Leia o post que falo da viagem ao Brasil). Enfim, o menino j√° tem hist√≥ria! rsrs

Este post será para contar como me preparei e como foi viajar com meu bebê pela primeira vez. Já num próximo post, pretendo falar sobre como foi viajar com um bebê de 6 meses pela Turquia.

Planejamento

Depois que você tem filho, nada é simples! Se você pensa em sair de casa por 3 horinhas, tem que preparar uma mala com leite, comida, fralda, troca de roupa, chupeta e assim por diante. Imagina então para uma viagem, seja ela nacional ou internacional, você com certeza, precisa se planejar! Este é o primeiro passo para que sua viagem seja um sucesso e não um grande stress.

Para mim, n√£o existe o termo “com beb√™ n√£o d√°”. D√° sim, s√≥ √© mais complicado e ser√°, com certeza, diferente! Mas, na minha opini√£o, ser√° muito bom tamb√©m, voc√™ passa a curtir coisas diferentes de forma diferente. Encare e curta!

Conheça o destino

Um dos cliques ao passear pelo centro de Edimburgo

Como parte do seu planejamento e uma das primeiras coisas a fazer √© conhecer um pouco do destino. Voc√™ n√£o precisa se tornar expert, mas ao menos saber se o destino √© family friendly, se est√° preparado para carrinho de beb√™, se tem trocadores nos lugares p√ļblicos, enfim, precisa ter no√ß√£o de qual n√≠vel de necessidade voc√™ ter√° por l√°. Pois nem todos os lugares s√£o t√£o preparados para crian√ßas como a Irlanda. Temos exemplo do Brasil… D√° para ficar andando de carrinho de beb√™ em qualquer cidade sem dificuldade de locomo√ß√£o? N√£o n√©?

Além disso, você precisa saber o que dá ou não para fazer com um bebê ou com uma criança no destino que pretende ir. Pesquise alguns sites, sempre tem famílias viajando e postando como foi estar naquele destino com criança. Eu adorei um blog que conheci e ajudou bastante no caso da Turquia, é o Eu viajo com Filhos.

Roteiro

Após ter um conhecimento básico do seu destino, monte um roteiro, nem que seja mínimo. Veja quantos dias você vai ficar e pesquise o que você quer fazer e não perder de jeito nenhum, pois lembre-se, que o ritmo do bebê é diferente do seu, portanto não abuse. Isso quer dizer, não faça um roteiro que você mesmo já acha puxado, o seu bebê não vai aguentar e você vai acabar nem curtindo tanto. Vai estressar o bebê e consequetemente, você! Esteja também preparado para, de repente, ter que abrir mão de algum passeio, mas também encare passeios diferentes, próprios para família.

Scott Monument

Se estiver com algum amigo que não tenha filhos, explique que o seu ritmo será diferente e você precisará parar mais vezes, para por exemplo, dar de mamar, comer, trocar e se seu amigo quiser, ele pode fazer coisas durante estas suas paradas.

Tente ao m√°ximo respeitar os hor√°rios do seu beb√™, pare em algum caf√© e d√™ ao seu beb√™ de mamar com tranquilidade, sem agita√ß√£o. Sempre que acontecer “acidentes”, busque um lugar protegido para troc√°-lo. Se precisar, pare para descansar para que ele acalme e tire a soneca. No final, √© muito melhor que ele esteja calmo para voc√™ seguir adiante para um pr√≥ximo ponto tur√≠stico que pretenda conhecer.

Passeios a noite, não sei como vocês fazem com seus filhos e, isso é bem individual. Mas meu filho desde que nasceu tem uma rotina para dormir, e mesmo viajando, eu mantenho esta rotina. Portanto, passeios a noite são excluídos do meu roteiro. No caso da Escócia, por exemplo, impreterivelmente, às 19h eu estava no hotel começando a rotininha de dormir e minha amiga ficava livre para fazer os passeios e as baladas com total liberdade!

Agora que você já conhece um pouco do destino e montou seu roteiro, vamos às malas!

Fazendo as malas 

Eu, particularmente, odeio fazer malas…. Agora ent√£o, √© em dobro! Mas tem que encarar, ent√£o vamos l√°!

J√° falei de fazer as malas aqui no blog, mas na √©poca eu n√£o tinha beb√™ e o foco era a mudan√ßa para Irlanda… Caso esteja nesta fase, de mudan√ßa, clique aqui e leia mais.

Agora voltando ao beb√™, primeiramente, voc√™ precisa saber quanto de babagem seu filho pode levar no v√īo. Se seu filho ainda n√£o paga passagem, se √© um beb√™, existe diferen√ßa na quantidade de bagagem que voc√™ pode levar da que ele pode levar. Ent√£o informe-se em sua companhia a√©rea para n√£o ter surpresas e pagar excedente. Em geral, al√©m da sua bagagem, voc√™ sempre pode levar uma bolsa e 2 equipamentos de beb√™, como por exemplo, carrinho de beb√™ e beb√™ conforto, ou carrinho e ber√ßo desmont√°vel. Enfim, voc√™ ter√° tudo o que precisa na viagem mesmo em companhias a√©reas low cost, como a Ryanair. Ainda assim, sugiro sempre conferir as informa√ß√Ķes no site da companhia a√©rea.

No caso da minha primeira viagem com o Felipe, que foi com a Ryanair, eu pude levar, além da minha bolsa e mala de 10kg, uma mala de bebê com 5kg e levei também o carrinho de bebê. Segue links da Ryanair com detalhes da informação de bagagens e de equipamentos de bebê.

Bolsa de m√£o

Agora a minha bolsa de mão, já não é só minha bolsa, ela já inclui mamadeira, comidinha, fralda, troca de roupa e tudo o que necessário para sair com um bebê. Para mim, somente carteira, documentos, celular e uma ou outra maquiagem para garantir um bom visual de mãe! rsrs

Para sua viagem, pense em quantas horas ser√° o seu v√īo e planeje a quantidade de leite, comida, fraldas, trocas de roupa necess√°ria para o per√≠odo e os inclua na sua bolsa de m√£o ou bagagem de m√£o conforme permitido pela companhia a√©rea. Al√©m disso, coloque seus documentos e os dele, incluindo passaportes.

No v√īo de Dublin para Edimburgo, foi apenas 1 hora. Ent√£o na bolsa havia o m√≠nimo necess√°rio. Ele ainda amamentava no peito, ent√£o nem me preocupei com leite, tamb√©m n√£o comia, ent√£o nada de comida… Tive que pensar apenas nas fraldas, lencinho umedecido, troca de roupa, brinquedos e… celular para v√≠deos que ele adora. Sucesso!

Mas olha que em 1 hora, o Felipe causou um acidente gigantesco! Tive que correr para o banheiro e só não dei banho nele, porque não tinha como, mas joguei a roupinha fora, porque ele destruiu!!! Alguns poucos minutos no avião e o negócio foi feio! rsrs Mas deu certo!

Bolsa do Bebê

Agora vamos a tal bolsa de bebê de 5kg, que nada mais é, do que a malinha dele.

Para uma viagem curta como foi a da Escócia, de apenas 4 dias, 5kg foi super suficiente.

Eu levei roupas pr√°ticas e sem muita “estravag√Ęncia”, isso quer dizer, roupas de pouco volume, que combinavam entre si. Calculei quantos dias, quantas trocas de roupa eram necess√°rias e pronto. Mala pronta. Meu beb√™ tinha menos de 6 meses, ent√£o optei praticamente s√≥ por macac√Ķes. Pe√ßa √ļnicas, n√£o precisava de meias e sapatos, nada disso. Sugiro praticidade nas viagens, at√© porque o mais importante √© aproveitar o dia, e voc√™ n√£o vai querer ficar perdendo muito tempo combinando roupinhas… Quer dizer, essa sou eu, voc√™ pode ser diferente. Mas para uma mala de 5kg, pense direitinho.

Não esqueça de incluir na mala, um pouco de fralda (eu levei bastante e nem precisei comprar lá), algum remedinho, um sabonete e o shampoo de bebê, o leite, a comidinha, enfim, o que for necessário para você não precisar sair atrás de comprar muita coisa. Agora, se a mala estiver muito cheia, deixe para comprar essas coisas no destino.

Al√©m disso, se voc√™ usa sling ou canguru, o que seja, n√£o esque√ßa de levar! Quebra o maior galho, pois h√° diversos lugares onde n√£o pode ir com carrinho e a√≠ voc√™ teria que carregar o beb√™ no bra√ßo. Ent√£o, coloque logo de cara, este item na mala! Eu esqueci na viagem da Esc√≥cia! O canguru estava no carro e pensei “Assim que chegar no aeroporto, eu pego”. Claro que n√£o lembrei, que m√£e que lembra de algo????¬†

Equipamentos de Bebê

Analise sua necessidade, veja se você precisará levar, além do carrinho de bebê, algum outro equipamento. Por exemplo, se for usar carro, se vai precisar do bebê conforto, ou se for ficar em algum lugar onde não tenha berço, se vale a pena levar o berço desmontável e com isso ter noites confortáveis. Enfim, aproveite que você pode levar 2 equipamentos e leve o carrinho e algo mais que você precisa. Agora, se não precisar, facilite, leve somente o necessário.

Hora de Partir 

Agora com tudo pronto, hora de partir!

No avi√£o a caminho de Edimburgo

Sugiro chegar com um pouco mais de atencedência no aeroporto para fazer check in, despacho de mala, imigração, etc, pois tudo com criança se torna mais lento. Para não se desesperar, chegue uns 30 minutos antes do indicado, assim, se sobrar tempo, tome um café e relaxe que a viagem vai começar!

Verifique no balcão se você pode ficar com o carrinho de bebê até a porta do avião, em geral sim, mas é sempre bom confirmar. Eles te darão uma etiqueta e dependendo da companhia aérea, te fornecerão um saco para embrulhar. Se não oferecerem, algumas companhias vendem e é barato. Assim, você previne de sujar ou estragar.

Em geral, famílias com bebês e crianças tem preferência no embarque, infelizmente com a Ryanair não. Então, você terá que enfrentar a fila se viajar com a Ryanair ou pagar antecipadamente pelo site para embarcar como prioritário.

Agora que você já está no seu destino, é só seguir o roteiro e aproveitar.

 

Curtindo um passeio a pé com o Felipe

Curtindo com o Bebê

Haverá momentos que o roteiro não funcionará, mas não fique desapontado, se ajuste e siga em frente. Curta os momentos com seu bebê, tire muitas fotos, pois logo logo, ele já não mais será um bebê! E isso é verdade!

Viajei pela primeira vez com o Felipe, ele estava com 5 meses… Agora j√° est√° com 8!

Se você estiver viajando por países como Escócia que você consegue andar muito a pé, aproveite para passear bastante ao ar livre com seu filho. Ande, curta o visual, aproveite de uma forma diferente, mais sossegada, mais lentamente.

Na Esc√≥cia senti uma felicidade t√£o grande, pois foi tudo perfeito. Passe√°vamos muito a p√©, eu com o carrinho, minha amiga ao lado e a gente curtia cada olhar. A cada esquina, havia algo bonito, diferente! N√£o tinha vontade de sair correndo para conhecer todos os poss√≠veis pontos tur√≠sticos, a vontade era curtir intensamente, por√©m com calma e o tempo que meu beb√™ precisava. E vou dizer, foi uma viagem muito especial! Ali√°s, √ļnica! A primeira viagem com seu beb√™, voc√™ jamais esquecer√°!

Se você também curte viajar em família, com seu bebê, seu filho, divida conosco estes momentos para que mais e mais famílias comecem a curtir com seus filhos também. As vezes falta coragem viajar, principalmente destinos distantes, com criança pois parece desafiador, então vamos incentivar!

Curta e compartilhe nosso post! Obrigada pela leitura!

N√£o perca mais nenhum post!

Assine nosso blog e receba novos posts diretamente em seu email.

3 Replies to “Viajando com beb√™ pela primeira vez!”

  1. Oi Ma, como sempre, adorei!
    Muito legal saber que podemos seguir nossa vida de viajante, mesmo com nossos bebês à tira colo. Adorei ler o passo a passo de uma viagem com um baby de apenas 5 meses e só fico imaginando como Felipe já é uma pessoinha viajada! heheh
    Parabéns pelo post!

  2. Rejane Borges says: Responder

    Post divertido, leve e super informativo! Obrigada por compartilhar suas experi√™ncias, ajuda bastante as mam√£es de primeira viagem, literalmente! rsrs…
    Beijos!!

    1. Maria Helena says: Responder

      Obrigada pelo comentário e pela força! Vamos que vamos viajando com nossos bebês!

Deixe uma resposta